Sou negra como à noite!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Hoje é só dela minha mãe Iansã Balê!!

Que Oxalá e Olorum te dê muita Força e Luz

No dia 4 de dezembro homenageamos a orixá rainha dos raios e tempestades, senhora que controla os espíritos dos mortos e guerreira destemida Iansã. Epahei Oyá!


Oyá, a deusa do Rio Níger,é representada com um alfange e uma cauda de animal nas mãos, e com um chifre de búfalo na cintura. Na mitologia iorubá, Xangô casou-se com três de suas irmãs, deusas de rios: Oyá, Oxum (deusa do rio Osun) e Obá (deusa do rio Obá). Nas lendas provenientes do candomblé, Iansã foi mulher de Ogum e depois de Xangô, seu verdadeiro amor. Xangô roubou-a de Ogum.

Na liturgia da umbanda, Iansã é senhora dos eguns, os espíritos dos mortos. Na umbanda, a guia de Iansã é de cor laranja (coral) e, no candomblé, é vermelha. No candomblé, também é chamada de Oyá. Seu dia da semana é quarta-feira e sua saudação é Epahei.


Para atrair o amado: Mimo-de-vênus – Amor-agarradinho



Aplica-se folhas, ramos e flores, em banhos de purificação dos filhos de Oyá. Muito usada na magia amorosa, circundando um prato branco coloque metade para dentro do prato e metade para fora, coloque o nome do amado escrito em um papel vermelho e coloque no prato; regue a erva com mel de abelhas e arreie em uma moita de bambu.


Afaste de mim minha senhora dos ventos os Eguns maléficos. Epahei!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Só aceito cometários com IDENTIFICAÇÃO, por favor coloque SEU NOME, se não, não publico! AXÉ

Contato: jornalista.suzanatavares@gmail.com / suzanatavares1@gmail.com