Sou negra como à noite!

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Festival Latinidades discute igualdade racial em Brasília

O Festival Latinidades aconteceu pela primeira vez em 2008, com a ideia de dar mais visibilidade ao Dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, celebrado no dia 25 de julho. Desde então, já foram seis edições do evento que já se tornou tradicional no Distrito Federal.
Uma das primeiras autoras negras do Brasil, Carolina Maria de Jesus será homenageada no Festival

Como destaque da programação, o Festival homenageará o centenário da escritora Carolina Maria de Jesus (Sacramento, 1914 - São Paulo, 1977). Autora de diversos livros, o mais famoso deles, Quarto de despejo: diário de uma favelada (1960), virou referência nos estudos sobre literatura latino americana no período de ditadura.

Uma das primeiras escritoras negras do Brasil, Carolina Maria de Jesus era moradora da favela do Canindé, zona norte de São Paulo e catava lixo para sobreviver. Sua obra foi descoberta pelo jornalista Audálio Dantas no final dos anos 50. No livro, escrito em cadernos que ela encontrava no lixo, Carolina relata um cotidiano dramático e miserável de uma pessoa, contudo, que tinha o sonho de crescer na vida tendo a literatura como ferramenta de trabalho.

Uma das características do Latinidades é mesclar atividades culturais e formativas ao mesmo tempo. A programação conta ainda com mostra de filmes, desfiles de moda, dança, teatro, literatura e debates.

Quando: de 23 a 28 de julho
Onde: Museu Nacional da República (Setor Cultural Sul, lote 2, próximo à Rodoviária do Plano Piloto)
Entrada gratuita
Confira mais informações no site: afrolatinas.com.br

Romário Costa - Redação do Site.correioweb.com.br
Publicação:23/07/2014 09:20Atualização:23/07/2014 09:53



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Só aceito cometários com IDENTIFICAÇÃO, por favor coloque SEU NOME, se não, não publico! AXÉ

Contato: jornalista.suzanatavares@gmail.com / suzanatavares1@gmail.com